A Saúde Bucal e o Tratamento da Osteoporose

A OSTEOPOROSE é uma doença caracterizada pela redução progressiva da densidade óssea e deterioração da microarquitetura do tecido ósseo com um consequente aumento de sua fragilidade.

Dentre as opções de tratamento para esta doença, as medicações que inibem a reabsorção óssea, como os bisfosfonatos (alendronato, ibandronato, risendronato, ácido zoledrônico) e o denosumabe, estão entre as mais usadas. Um dos efeitos colaterais raros do uso destas medicações é a Osteonecrose de Mandíbula. 

A osteonecrose de mandíbula é definida como a presença de uma área de tecido ósseo exposto na boca, que não cicatriza após pelo menos 8 semanas. A incidência desta complicação é muito baixa, menor que 0,001% dos indivíduos que usam medicamentos antirreabsortivos, nas doses para tratamento da osteoporose, e pode chegar até a 10% nos que usam estes medicamentos em altas doses, como no caso de pacientes oncológicos. Existem outros fatores de risco que normalmente estão presentes em quem desenvolve a osteonecrose, como diabetes, tabagismo, uso de corticóides, deficiências imunológicas, doença periodontal prévia e má higiene oral. 

 

Em pacientes recebendo baixas doses de bisfosfonatos ou denosumabe nas doses para tratamento de osteoporose, NÃO HÁ INDICAÇÃO DE DESCONTINUAR A MEDICAÇÃO PARA A REALIZAÇÃO DE PROCEDIMENTOS ODONTOLÓGICOS INVASIVOS (EXTRAÇÕES/IMPLANTES) E ATÉ MESMO TRATAMENTOS ORTODÔNTICOS. Não existem dados que mostrem que suspender os medicamentos por um período antes da realização destes procedimentos reduza a incidência de osteonecrose de mandíbula. 

É fundamental manter uma boa higiene oral quando em uso de medicamentos para osteoporose e avisar ao seu dentista caso venha a sentir dor, desconforto ou então a presença de alguma lesão na boca.

 

Os dentistas devem ter o cuidado de acompanhar estes pacientes para garantir o diagnóstico e tratamento precoce de doenças periodontais e da osteonecrose. Em caso de necessidade de se realizar algum tratamento invasivo na vigência de tratamento antirreabsortivo para osteoporose, tem que se ter cuidado para ser o menos agressivo possível, garantir o adequado cuidado com as feridas e evitar deixar proeminências ósseas.

NUNCA SUSPENDER A MEDICAÇÃO PARA OSTEOPOROSE SEM ANTES CONVERSAR COM O MÉDICO RESPONSÁVEL PELO TRATAMENTO, POIS O RISCO DE FRATURAS DE VÉRTEBRAS E QUADRIL É MUITO MAIOR QUE O RISCO DE OSTEONECROSE DE MANDÍBULA CAUSADA POR ESTES MEDICAMENTOS. 

  • whatsapp
  • Facebook